Linha do Tempo :: Acompanhe a história do abastecimento da cidade de São Paulo no século passado
   

População no início do séc. XX:
239.820

Abastecimento de água em 1894:
0.3 m3 por segundo

Em 1903, São Paulo enfrenta grande crise no abastecimento, em função de estiagem prolongada. Em 1907, é inaugurado o reservatório do Araçá, que aproveita a canalização do reservatório Cantareira, ligada à linha de sobras e que se prolonga até o espigão da avenida Paulista. Um ano depois, a companhia de energia elétrica Light and Power represa o rio Guarapiranga, na cabeceira do rio Pinheiros. A represa Santo Amaro, também chamada Guarapiranga, tinha na época capacidade para 196 milhões de metros cúbicos de água.

Fontes utilizadas para dados de população:
Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados - Seade / Memória das Estatísticas Demográficas; Companhia de Saneamento Básico do estado de São Paulo - Sabesp / Revista Ligação Especial, set/out de 2000; A República Velha (Instituições e Classes Sociais), de Edgar Carone, Difusão Européia do Livro - 1970. Elaboração: Emplasa 2001;

Fontes utilizadas para dados de abastecimento:
Artigo "Desenvolvimento institucional do saneamento básico em São Paulo: fatores determinantes", do engº Walter J. Toniolo; Revista Ligação Especial, nov/dez de 2000 e site da Companhia de Saneamento Básico do estado de São Paulo, março de 2005.

Observação
: Os dados relativos ao abastecimento a partir de 1963 dizem respeito ao fornecimento de água para a Região Metropolitana de São Paulo.