MMA é contra reabertura da Estrada do Colono, no Parque Nacional do Iguaçu (PR)

Esta notícia está associada ao Programa: 
Printer-friendly version

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, disse que é contra a reabertura da Estrada do Colono, que corta o Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu (PR).

“Não é possível que um parque de importância internacional como esse vá sofrer uma agressão como essa”, afirmou Izabella. “Não é abrindo uma estrada, que não tem apelo nenhum do ponto de vista do turismo – nós sabemos isso, os estudos todos mostram – que vamos viabilizar uma renda adicional para os municípios, segundo o argumento que se coloca. Temos de ter propostas sustentáveis para esses municípios”, argumentou a ministra.

Izabella classificou a proposta de reabrir a estrada de “inaceitável” e “afronta”, ontem (21/6), durante a abertura do Fórum Mundial de Meio Ambiente, evento que envolve empresários em Foz do Iguaçu, neste fim de semana. Ela lembrou que há uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) determinando o fechamento da via, mantido desde 2003. O leito da estrada está hoje totalmente tomado por vegetação em estágio avançado de regeneração.

O Projeto de Lei (PL) 7.123/2010, do deputado federal Assis do Couto (PT-PR), propõe a construção da “Estrada-Parque Caminho do Colono”, que cortará ao meio um dos últimos grandes remanescentes florestais contínuos de Mata Atlântica.

Os autores da proposta justificam que ela pretende dinamizar a economia regional, mas a “estrada-parque” impactará e colocará sob ameaça a conservação da biodiversidade em Iguaçu. Informações da Polícia Federal também apontam que a reabertura deve facilitar o tráfico de drogas e contrabando.

O PL prevê ainda uma alteração da Lei 9.985/2000, do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), criando a figura da “estrada-parque”, uma ameaça para todas as outras unidades de conservação nacionais (saiba mais).

Izabella Teixeira também afirmou ser contra a construção da hidrelétrica do Baixo Iguaçu, prevista para a região e que também deverá impactar os ecossistemas locais.

As declarações foram dadas às vésperas de um Ato Público em Defesa do Parque Nacional do Iguaçu, que ocorre neste domingo, na área de visitação do Parque Nacional do Iguaçu, em frente às cataratas. A manifestação é apoiada por uma série de organizações ambientalistas locais e nacionais, entre elas o ISA (veja mais).

Oswaldo Braga de Souza
ISA
Imagens: