A duração da pessoa

Printer-friendly version

A etnóloga Elisabeth Pissolato, professora de Antropologia da Universidade Federal de Juiz de Fora, conta neste livro de que forma os Guarani-Mbya do litoral fluminense buscam seu bem-estar e tudo aquilo que faz a vida durar. Para isso, eles andam, deixando para trás o que lhes traz infelicidade e tristeza, buscando lugares e parentes entre os quais possam viver melhor. Por isso se deslocam na aldeia, da aldeia para a cidade em busca de comida e para vender artesanato e também se deslocam para outros aldeamentos. Estão em movimento constante, refletindo sua visão de mundo, de buscar aquilo que os faz feliz. Elisabeth realiza pesquisas com os Mbya do sudeste brasileiro desde 2001

Autor / Organizador: 
Disponibilidade: