Governo brasileiro precisa atacar mudanças climáticas de frente, diz Observatório do Clima

Versão para impressão


A propósito do pronunciamento da presidente Dilma Rousseff no último domingo, 8 de março, o Observatório do Clima divulga nota pública na qual afirma que o governo reconheceu que a “grave crise climática” que o Brasil atravessa é uma componente do quadro de deterioração econômica e ebulição social que emerge no país. Porém, a presidente chama a seca de “coincidência” e de “situação passageira”.

Intitulada Seca não é "coincidência", presidente, a nota à imprensa do Observatório, rede de organizações da sociedade civil que atua em mudanças climáticas e busca estimular políticas públicas efetivas no Brasil, diz que o governo brasileiro precisa parar de fingir que o clima do país não mudou enquanto fica torcendo pela chuva e pedindo “paciência e compreensão” dos brasileiros que estão pagando mais pela energia e pela comida. Leia aqui a nota na íntegra.

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.