Aconteceu há 30 anos

Versão para impressão
Equipe de edição

Duas reportagens selecionadas no banco de notícias do site Povos Indígenas no Brasil fazem um retrato do conflito enfrentado há mais de 30 anos pelo povo Kaingang na garantia de seus territórios.

A mais antiga delas, assinada do renomado repórter Caco Barcelos, data de junho de 1978. A reportagem publicada pela Revista Repórter é a crônica de uma guerra de miseráveis, em que cerca de "7.500 brancos rotos" lutam por terra contra "2.000 Kaingang esfarrapados".

Em nove páginas, Caco Barcelos acompanha de perto a situação entre posseiros e indígenas em Nonoai, no Rio Grande do Sul, relatando como se deu a formação de um pequeno exército indígena, seus personagens, e o desenrolar da situação até a partida dos posseiros - que começaram a invasão das terras indígenas já em 1940, muitas vezes a mando de poderosos.

Leia a reportagem na íntegra!

De 1993, a reportagem de Clarinha Glock, publicada pelo jornal Zero Hora no Dia do Índio, deixa claro como a luta dos kaingang por terra se estendeu ao longo dos anos. Ela mostra como mais de 10 mil indígenas, entre Kaingang e Guarani, organizaram-se para reconquistar pelo menos 19 mil dos 120 mil hectares que ocupavam no início do século XX - em que se inclui o Parque Florestal Estadual de Nonoai e o aeroporto de Iraí. Leia aqui!

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.