Mel das comunidades quilombolas do Vale do Ribeira

Versão para impressão

Cinco comunidades quilombolas do Vale do Ribeira já praticam a apicultura (Porto Velho, Cangume, Pilões, Piririca e Praia Grande) e produzem anualmente cerca de oito toneladas de mel a granel. A Casa do Mel do quilombo de Porto Velho, que está em processo de obtenção do selo de inspeção estadual, quando estiver licenciada irá beneficiar o mel destas comunidades. Como o alimento das abelhas dos apiários quilombolas vem das flores da Mata Atlântica, o mel daí extraído é considerado de alta qualidade. Produzido de forma sustentável, gera renda para as famílias.

Agrobiodiversidade: gente que planta futuro

No último dia 5 de junho celebramos o Dia Internacional do Meio Ambiente. Para comemorar, o ISA preparou um mês inteiro de conteúdos especiais sobre um tema importantíssimo para o futuro do planeta e dos povos: a agrobiodiversidade. O papel dos povos indígenas e populações tradicionais na manutenção da diversidade de espécies cultivadas é a garantia, não só de seu sustento, mas do direito de todos nós a um meio ambiente equilibrado.

Acompanhe a página do ISA no Facebook, no Instagram e o nosso conteúdo especial sobre Agrobiodiversidade.

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.