Vídeo mostra visões das lideranças indígenas sobre a elaboração dos Planos de Gestão Territorial e Ambiental (PGTA) do Rio Negro

Programa: 
Versão para impressão
Juliana Radler

Gravado durante a primeira Oficina do Grupo de Trabalho do PGTA, entre os dias 30 de maio e 9 de junho, em São Gabriel da Cachoeira, o curta está sendo exibido pelos pesquisadores nas comunidades.

A elaboração dos planos de gestão territorial e ambiental de sete terras indígenas do Médio e Alto Rio Negro está a pleno vapor, com 23 pesquisadores indígenas em campo no processo de consulta às comunidades. Essa fase ocorre após a primeira parte do levantamento socioambiental ter sido concluída e tem como objetivo escutar e debater com as comunidades diferentes aspectos que envolvem a elaboração destes planos.

Saiba mais!

A ideia do vídeo é levar informação para as comunidades indígenas rionegrinas a respeito do processo de elaboração dos PGTAs. No trabalho, pesquisadores e lideranças indígenas ressaltam aspectos importantes da elaboração dos planos de gestão de seus territórios, como a preservação da cultura, geração de renda de forma sustentável e a necessidade de implementação desses planos, conforme previsto na Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas (PNGATI).

Os PGTAs são relativos às seguintes terras indígenas: Alto Rio Negro, Médio Rio Negro I, Cué-Cué Marabitanas, Médio Rio Negro II, Rio Apaporis, Balaio e Rio Tea.

Assista ao vídeo!

Saiba mais.

Realização: Foirn, ISA e Funai

Apoio: União Europeia / Fundação Rainforest da Noruega / Horizonte 3000 / Fundação Gordon e Betty Moore / Aliança pelo Clima / Fundo Amazônia / BNDES - Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão; Ministério do Meio Ambiente - Governo Federal.

Imagens: 

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.