Agricultores do Vale do Ribeira querem assistência técnica que fortaleça a agrobiodiversidade

Versão para impressão

A Conferência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural realizada em 18 de fevereiro, em Registro, avaliou, em sua segunda etapa territorial, a política de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) desenvolvida no Vale do Ribeira (SP e PR) e quais os avanços e desafios a serem superados nesse tema. O evento foi organizado pelo Codeter (Colegiado Territorial ) do qual participam representantes do poder público e organizações da sociedade civil, como cooperativas, associações de produtores e ONGs, entre elas o ISA. O Codeter é o espaço de discussão das políticas para o território, incluindo a Política Nacional de Ater.

Estiveram presentes cerca de 170 pessoas, grande parte composta por agricultores e agricultoras quilombolas, caiçaras, agricultores familiares e assentados da região. Também participaram representantes das prefeituras de Itaóca, Registro e Juquiá e de órgãos estaduais como ICA e Itesp (Instituto de Terras do Estado de São Paulo.

Ao final, o recado dos agricultores do Vale do Ribeira foi claro: a necessidade de uma Assistência Técnica e Extensão Rural que trabalhe o fortalecimento da agrobiodiversidade das populações da região e que contemple a agroecologia como modelo de produção e desenvolvimento territorial. Esta é aposta dos agricultores familiares e os povos tradicionais. O desafio maior é concretizar as políticas já existentes e aperfeiçoá-las. Políticas como o Planapo (Plano Nacional de Agroecologia) e a Agência Nacional de Ater, por exemplo, precisam ser implementadas e ter um caráter evolutivo para que possam realmente ajudar a promover o desenvolvimento regional e a inclusão econômica e social considerando as diferenças de estágio de conhecimento e amadurecimento das organizações que fazem parte deste universo.

Catorze delegados ( as) foram escolhidos para a etapa Estadual que vão defender as mais de 50 propostas do Vale do Ribeira para a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater).

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.