Campanha Y Ikatu Xingu estimula a multiplicação de ações práticas

Programa: 
Versão para impressão

A Educação Agroflorestal foi um dos eixos de ação da Campanha Y Ikatu Xingu. Durante 5 anos, foram formadas 6 turmas de agentes multiplicadores socioambientais, envolvendo diretamente cerca de 250 pessoas e mais de mil pessoas indiretamente, incluindo uma turma específica de agentes indígenas.

O processo de formação resultou em ações práticas em escolas, aldeias e comunidades de 15 municípios. As ações que vão desde a implantação de sistemas agroflorestais, passando pela recuperação de matas ciliares, até pesquisas e trabalhos em escolas, entre várias outras.

Para baixar

Formação dos agentes socioambientais no Xingu
Livro conta a história da formação de 42 agentes socioambientais realizada em Canarana, de dezembro de 2005 a outubro de 2006. O objetivo da formação foi incentivar a cultura agroflorestal no Cerrado mato-grossense e formar lideranças socioambientais. A publicação relata parte da história pessoal de alguns formandos e de algumas iniciativas socioambientais empreendidas por eles.

Plantando florestas, mudando vidas – a educação agroflorestal na Bacia do Xingu
A publicação traz histórias de pessoas que protagonizam mudanças em suas vidas e em sua comunidade, por meio de iniciativas que consideram a diversidade ambiental e cultural dos lugares onde vivem. Os personagens das nove histórias têm duas coisas em comum: moram em municípios da região da Bacia do Rio Xingu e passaram pelas formações de Agentes Socioambientais, um dos eixos de atuação da Campanha Y Ikatu Xingu.

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.