Parceria com universidade vai zelar pela qualidade das sementes do Xingu

Versão para impressão

Laboratório recém-inaugurado em Nova Xavantina (MT) já iniciou o trabalho de capacitação de alunos para a realização de análises laboratoriais, obrigatórias por lei, das sementes coletadas pela Rede de Sementes do Xingu

A Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) inaugurou em maio o Laboratório de Qualidade de Sementes (LQS), em parceria com a Rede de Sementes do Xingu. O objetivo é analisar a qualidade física e fisiológica das sementes florestais comercializadas pela rede. A legislação estabelece que a análise laboratorial de sementes é obrigatória e o trabalho desenvolvido no laboratório veio para atender à exigência legal. Instalado no campus de Nova Xavantina, o LQS também desenvolve pesquisa, ensino e tecnologia e para isso investiu em um sistema de qualidade e formação de uma equipe de analistas capacitados a executar as atividades rotineiras do laboratório.

Na linha de atuar com formação de pessoal, o LQS realizou em julho, o primeiro curso de capacitação e seleção de analistas de sementes florestais. Os dez alunos do curso de Agronomia da Unemat que participaram, entre 21 e 27/7, estabeleceram um protocolo de rotina laboratorial com os procedimentos a serem observados de acordo com as regras do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa). Também debateram conceitos, procedimentos de rotina para análise, com amostragem de lotes de sementes, o peso de mil sementes, a verificação do grau de umidade, a análise da pureza e o teste de germinação.

De acordo com Rodrigo Junqueira, coordenador do Programa Xingu do ISA, a parceria da Rede com a Universidade é importante para seguir aprimorando a qualidade das sementes. "Complementar as análises das sementes em um laboratório que tenha as condições adequadas é estratégico para que a Rede forneça sementes cada vez com melhor qualidade. Além disso, estabelecer uma parceria com a Unemat nesta área, é uma clara demonstração que a região não é só movida por grãos e carne”.

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.