Fique sabendo

O "Fique sabendo" é um boletim semanal, editado pelo Programa de Monitoramento de Áreas Protegidas do ISA, sobre a situação atual dos povos indígenas, quilombolas, populações tradicionais e o meio ambiente no Brasil. Seu objetivo é destacar temas e eventos importantes que não tiveram grande circulação na mídia nacional. É feito com base em informações publicadas em mais de cem fontes de notícias, além dos diários oficiais da União e dos estados da Amazônia Legal.

Fique sabendo o que aconteceu entre 17 e 23 de novembro

Resumo semanal inclui portaria reconhecendo comunidade quilombola no Estado de Sergipe e protesto dos Gamela reivindicando a demarcação de seu território. Na seção Saiu nos Diários Oficiais, o destaque é a criação de Grupo de Trabalho para reconhecimento de Terra Indígena Guarani (TI) no oeste do Paraná, por determinação judicial, e a desintrusão da TI Deni. Veja esses e outros destaques

Fique sabendo o que aconteceu entre 26 de outubro e 9 de novembro

O STF retomou o julgamento do Código Florestal, considerado o mais importante na história do meio ambiente no Brasil, mas que foi interrompido por pedido de vista da ministra Carmem Lúcia. E na semana passada, o ministro da Justiça, Torquato Jardim, confirmou a intenção do governo federal de editar uma Medida Provisória ou enviar um Projeto de Lei ao Congresso para legalizar o arrendamento de Terras Indígenas, a pedido da bancada ruralista

Cai mortalidade indígena no MS e é criado programa de monitoramento da biodiversidade. Veja os destaques da semana

Na segunda (4/9), o Ministério da Justiça declarou a TI Tapeba (CE), a primeira do governo Temer. Na terça (5/9), o Ministério das Minas e Energia publicou portaria (nº 357) que suspende a análise dos processos minerários na área da Renca, mas a decisão não substitui o decreto de extinção da área. Confira!

Liderança pitaguary incendiada no Ceará, protestos quilombolas na Bahia. Veja os fatos da semana

Na terça (29), a Justiça Federal suspendeu a extinção da Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), decretada pelo presidente Temer. E na quarta (30), os Guarani protestaram contra a anulação da portaria da TI Jaraguá. Confira!

Páginas