Abraço à Guarapiranga 2014 acontece neste domingo, 1º de junho, em São Paulo

A 9ª edição do Abraço à Guarapiranga pretende mobilizar e alertar a população, empresas, governos e sociedade civil para a urgência de ações concretas para preservação dos mananciais e uso racional de água em São Paulo. Divulgue e participe!
Versão para impressão


Os eventos climáticos extremos se multiplicam em todo o mundo. Prevê-se que no Brasil, os principais impactos estarão relacionados à água, com a ocorrência de mais secas e enchentes. Em São Paulo, a região metropolitana sofre com a pior crise de água da sua história. O Sistema Cantareira, que abastece metade da população dessa região, registra níveis críticos de armazenamento e corre o risco de secar ainda em 2014. Para suprir a o abastecimento da população, os outros mananciais serão esgotados e caso não chova acima da média a crise deve se intensificar em 2015.

Apesar da grave situação e dos cenários desfavoráveis, mananciais como a Guarapiranga e a Billings, continuam sendo agredidos com despejo de esgotos, ocupações desordenadas, desmatamentos, afrouxamento da legislação, e são alvos de grandes empreendimentos, como rodovias e aeroportos.

Este ano, o abraço elegeu o mote “Água: somos todos responsáveis, cuidar para não secar!”.E propõe, assim, uma reflexão sobre a parcela de responsabilidade de cada um na preservação dos recursos hídricos. Governos federal, estadual, prefeituras, empresas, agricultores, e a população em geral, todos têm responsabilidade.

Há anos ambientalistas e técnicos vêm se alertando para o risco de escassez e o descaso com os recursos hídricos em São Paulo. Infelizmente muito pouco foi feito pela preservação e pelo uso racional da água.

No momento em que a população de São Paulo está ameaçada de desabastecimento, o Abraço à Guarapiranga ganha especial relevância e oferece a oportunidade de se estabelecer um compromisso pela preservação dos mananciais assegurando o acesso à água das presentes e futuras gerações.

Como em todos os anos, o Abraço vai acontecer em três locais diferentes da represa.
Confira.

Programação 2014

Jardim Ângela - M'Boi Mirim

8h00 - Saída de caminhadas das Paróquias da Região em direção ao Parque Ecológico do Guarapiranga;
9h30 - Celebração de Missa Campal no Parque Ecológico do Guarapiranga;
11h30 - Plantio de mudas;
12h00 - Abraço simbólico à Guarapiranga.

Solo Sagrado - Parelheiros

A partir das 9h30

9h30 – Oficinas de horta caseira, ikebana, terrário e reciclarte;
9h30 – Trilha cega de sensibilização ambiental;
9h30 – Exposição sobre escassez da água (dia todo);
10h00- Ecomovie (filmes ambientais) dia todo;
11h00 – Dança Circular pela água e pela paz “Dança no Paraíso”;
12h00 - Abraço simbólico à Guarapiranga.

Parque da Barragem – Av. Atlântica, altura do 102 DP - Capela do Socorro

8h00 – Balão (a depender das condições climáticas);

A partir das 9h30

Oficinas de ikebana, Johrei , oficinas de sustentabilidade, atividades ambientais, exposições;
Tenda dos produtores orgânicos de Parelheiros, ONGs;
Distribuição de 1.000 mudas em tubetes;

10h00 – Saída do passeio ciclístico;
10h00 – Apresentações Culturais: Capoeira (Zumbi dos Palmares; Maculelê (Corrente Libertadora)
e Ciranda Livre;
11h00 – Plantio simbólico de mudas;
11h00 - Apresentação do Grupo de Maracatu Bloco de Pedra;
12h00 – Arrastão do maracatu para o Abraço à Guarapiranga.

Mais informações
Mauro Scarpinatti – fone 11 99603 8689

Acesse: www.mananciais.org.br
Siga @mananciaissp no Twitter
facebook.com/deolhonosmananciais
e-mail: abracoguarapiranga@gmail.com

Instituições organizadoras e apoiadoras do Abraço Guarapiranga 2014:

1. Associação Cultural Corrente Libertadora
2. Associação Movimento Garça Vermelha (Mogave)
3. Associação São Benedito Legal
4. Associação de Ciclismo da Grande São Paulo (Ascibikers)
5. Associação Zumbi dos Palmares
6. Movimento Cultura no Autódromo
7. Centro de Direitos Humanos e Educação Popular de Campo Limpo - CDHEP
8. Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Capela do Socorro
9. Colégio Vinicius de Moraes
10. Companhia Trivolin de Expressões Populares
11. Conselho Gestor da Apa Bororé-Colônia
12. Conselho Gestor da Apa Capivari-Monos
13. Conselho Gestor do Parque Jacque Cousteau
14. Cooperapas Agricultura Orgânica de Parelheiros
15. Diocese de Campo Limpo
16. Ecosurf - SP
17. Espaço de Formação Assessoria e Documentação
18. Fórum em Defesa da Vida do M’Boi Mirim
19. Fundação SOS Mata Atlântica
20. Grupo Escoteiro Almirante Tamandaré
21. Grupo de Maracatu Bloco de Pedra
22. Solo Sagrado de Guarapiranga
23. Fundação Mokiti Okada
24. Instituto Socioambiental (ISA)
25. Instituto Biguá Eco-estudantil
26. Movimento de Defesa da Vida (MDV-ABCD)
27. Rede Nossa São Paulo (GT Meio Ambiente)
28. Objetivos do Milênio
29. Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Santo Amaro)
30. Paróquia Santos Mártires
31. Paróquia São Francisco de Assis
32. Pêra Náutica
33. Pedal Verde - Coletivo de Intervenção Ambiental Urbana
34. Rede Agenda 21
35. Secretaria do Verde e do Meio Ambiente-SP – (Núcleo de Divisão de Gestão Descentralizada Sul III)
36. Secretaria Municipal de Segurança Urbana/Guarda Civil Metropolitana-GCMA|
37. Sindicato dos Comerciários de São Paulo
38. Sociedade Santos Mártires
39. Subprefeituras de Capela do Socorro
40. Subprefeitura de Parelheiros
41. Subprefeitura do M’Boi Mirim
42. União Geral dos Trabalhadores (Central Sindical UGT)
43. Universidade de Santo Amaro (Unisa)
44. Vitae Civilis – Instituto para o Desenvolvimento, Meio Ambiente e Paz
45. Virada Sustentável

Coordenação executiva

1. -Dino Mottinelli (Mogave)
2. -Eduardo Melander Filho (Mogave)
3. -Pe.Jaime Crowe (Diocese Campo Limpo)
4. -Marcelo Cardoso (Vitae Civilis)
5. -Mauro Scarpinatti (Espaço)
6. -Miriam Xavier (Solo Sagrado)
7. -Moacir Gonçalves (Ibeco)

ISA
Imagens: 

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.