Bonn termina com compromisso, mas sem texto

Co-presidentes recebem missão de apresentar base para o acordo de Paris em outubro, faltando apenas 1.800 minutos de negociação até a cúpula da França. Do Observatório do Clima.
Versão para impressão

A pergunta mais pertinente do último dia da conferência do clima de Bonn foi feita na manhã desta sexta-feira (4/9) pelo porta-voz da Convenção do Clima das Nações Unidas, Nick Nuttall. Dirigindo-se ao co-presidente da negociação, o argelino Ahmed Djoghlaf, Nuttall foi direto ao ponto: “Ahmed, não tem um nome mais sexy para esse negócio? ‘Base’ é horrível”!

Mas “base” é o que temos para hoje. Ou melhor, o que teremos. Depois de cinco dias de discussões intensas, de 10h às 21h, os diplomatas reunidos na ex-capital alemã voltam para casa sem nem sequer um texto para o acordo do clima da conferência de Paris, a COP21. O calhamaço de 83 páginas e três partes batizado de “Ferramenta dos Co-Presidentes”, que guiou as discussões em Bonn, será enterrado. Uma nova proposta de texto foi encomendada a Djoghlaf e seu colega americano Dan Reifsnyder, para ser apresentada na primeira semana de outubro. Espera-se que esse texto seja, enfim, o objeto de negociação do futuro tratado. A tal “base”.Saiba mais.

Claudio Angelo-Observatório do Clima
ISA
Imagens: 

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.