Campanha busca compromisso de candidatos com participação e sustentabilidade no setor elétrico

Esta notícia está associada ao Programa: 
Promovida por organizações da sociedade civil, campanha "Energia para a Vida" cobra de candidatos à Presidência garantia de acesso em Conselho Nacional de Política Energética e diversificação da matriz energética
Versão para impressão

Uma campanha apoiada por movimentos sociais e organizações da sociedade civil pretende fazer com que os candidatos à Presidência comprometam-se com o controle social, a participação popular e a sustentabilidade no setor elétrico.

A mobilização pretende obter o compromisso dos candidatos com cinco pontos: garantia de participação da sociedade civil e universidades no Conselho Nacional de Política Energética; incluir análise socioambiental ampla de alternativas no planejamento do setor; política de incentivos à eficiência e conservação de energia; diversificação da matriz energética; respeito aos direitos de comunidades afetadas por empreendimentos elétricos.

Uma Gota no Oceano apoia a campanha e está circulando uma petição (veja também o perfil da campanha).

A iniciativa está sendo organizada pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social e a Frente por uma Nova Política Energética. Além disso, também é apoiada pela Amazon Watch, Greenpeace, International Rivers (IRN), Instituto Centro de Vida (ICV) e Fundação Heinrich Böll.

Para saber mais, acesse o site da campanha.

ISA

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.