Indígenas exigem troca de comando da saúde no Xingu (MT)

Esta notícia está associada ao Programa: 
Mais de 200 representantes das 16 etnias do Parque do Xingu ocupam a sede do Distrito Sanitário no município de Canarana
Versão para impressão

Indígenas da Bacia do Xingu, na região de Canarana (MT), pedem a saída imediata do coordenador regional da saúde, Otercindo Francisco da Silva, indicado ao cargo pelo deputado federal Valtenir Pereira (PMDB-MT). Silva sofre críticas desde que tomou posse, em março.
Oi
O Distrito de Saúde Especial Indígena (DSEI) Canarana atende 82 aldeias no Parque Indígena do Xingu. Em carta enviada ao secretário especial de Saúde Indígena (Sesai), Rodrigo Rodrigues, os índios também pedem a exoneração da responsável pelo setor financeiro do DSEI, Adylene Marques, assim como de seu filho e marido, contratados na mesma data que Silva.

“Nesse momento, nós estamos com problemas em várias aldeias de diarreia e vômito e não tem uma ampola de plasil ou uma dipirona na Casai [Casa de Saúde Indígena], em Canarana. Falta o básico”, diz Yefuca Kayabi, funcionário da Casai.

Afeca diz ainda que há problemas na renovação de contratos de aeronaves que fazem transporte em caso de emergências. Segundo a liderança, uma criança de 4 anos, da etnia Kaiabi, morreu no início da semana devido a demora no resgate.

Os índios pedem a nomeação da atual secretaria municipal de saúde de Canarana, Alessandra Santos Abreu, para o cargo da coordenação regional.“Ela já trabalhou na Casai e é uma pessoa da nossa confiança”, diz Yefuca (veja vídeo abaixo).

Os protestos na sede do DSEI começaram na segunda-feira (5/9). Na manhã desta quinta-feira, já chegava a 200 o número de indígenas que ocupam a sede do distrito. Cerca de 30 funcionários da unidade permanecem no local, sem permissão para trabalhar, sob a vigilância dos índios, que liberam os servidores para retornarem para suas residências no final do dia.

As lideranças informaram, por telefone, que a desocupação do DSEI só irá acontecer após publicação no Diário Oficial da União de um novo coordenador.

Em nota, o Ministério da Saúde esclarece que as demandas dos indígenas estão sob análise da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI). A nota diz ainda que o diálogo com as lideranças indígenas se mantém constante, por meio da Sesai, para que as reivindicações sejam acordadas e atendidas.

Letícia Leite
ISA
Imagens: 
Arquivos: 
AnexoTamanho
PDF icon carta78.31 KB

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.