Metas para Paris já estouram limite de 2ºC

Cálculo de pesquisadores brasileiros mostra que objetivos já apresentados de corte de emissão para 2030, somados, ultrapassam o teto em “uma Rússia”
Versão para impressão

A chefe da Convenção do Clima das Nações Unidas, Christiana Figueres, tem avisado que o acordo de Paris, por si só, não vai impedir um aquecimento global de 2oC. Um estudo realizado por pesquisadores de Manaus acaba de mostrar quão longe dessa meta estão os compromissos anunciados pelos países para o novo tratado.

Segundo o cálculo do Idesam (Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas), as metas de redução de emissões colocadas na mesa até aqui, chamadas INDCs (Contribuições Nacionalmente Determinadas Pretendidas), somam 14,9 bilhões de toneladas de gás carbônico em 2030 se forem cumpridas à risca por todos os países proponentes. Em 2010, o mundo emitia 49 bilhões de toneladas de gás carbônico. Leia mais.

Observatório do Clima
ISA

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.