Indígena é baleado em Mato Grosso do Sul pouco depois de visita de relatora da ONU

Esta notícia está associada ao Programa: 
Novo atentando ocorre em Mato Grosso do Sul contra comunidades indígenas dias depois da relatora da ONU para os povos indígenas visitar o estado. Desta vez, um indígena foi baleado. Relatora fica no país até o fim desta semana
Versão para impressão

O indígena Isael Reginaldo foi baleado durante um ataque de fazendeiros contra o território indígena Ita Poty, na divisa dos municípios de Dourados e Itaporã (MS), no último sábado (12/3). Esta é a segunda ação violenta contra acampamentos indígenas após a visita ao Mato Grosso do Sul da relatora da Organização das Nações Unidas (ONU) para os direitos indígenas, Victoria Tauli-Corpuz. Na quinta-feira (10/3), momentos depois da saída da relatora de Kurusu Ambá, em Coronel Sapucaia, a aldeia também foi atacada a tiros por pistoleiros das fazendas que incidem sobre a Terra Indígena. Tauli-Corpuz está em uma visita de dez dias ao Brasil para produzir um relatório sobre violações aos direitos indígenas.

Leia a notícia completa no site do Cimi.

Cimi
Imagens: 

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.