Publicação retrata maior bacia de águas pretas do mundo

Esta notícia está associada ao Programa: 
Resultado de um trabalho realizado pela Rede Rio Negro durante o ano de 2014, o Mapa Bacia do Rio Negro: uma visão socioambiental já está disponível em português e espanhol em formato impresso e digital para download gratuito
Versão para impressão

A publicação apresenta uma visão socioambiental sobre a maior bacia de águas pretas do mundo, com extensão de aproximadamente 70 milhões de hectares, situada na porção noroeste da Amazônia, região de ocupação histórica e tradicional de dezenas de povos indígenas e compartilhada por quatro países: Brasil, Colômbia, Guiana e Venezuela. Trata-se de um grande corredor de diversidade socioambiental, com paisagens bastante diversas e conservadas.

Parte dos direitos territoriais coletivos estão reconhecidos como Terras Indígenas e Unidades de Conservação de Uso Sustentável em sobreposição e vizinhas à Unidades de Conservação de Proteção Integral. Há, no entanto, processos de ordenamento territorial ainda inacabados e Terras Indígenas em identificação pela Funai.

Além de informações cartográficas georreferenciadas, o mapa traz fotografias de cenas típicas da região e artigos com informações a respeito dos modos de vida e a cultura das populações rionegrinas, ecologia, saberes, infraestrutura e ameaças. Está disponível no site da Rede Rio Negro http://rederionegro.socioambiental.org ou pelo https://www.facebook.com/rederionegro.

Mapa colaborativo

A partir do lançamento do Bacia do Rio Negro: uma visão socioambiental, a Rede Rio Negro pretende inaugurar um sistema de interação e um ambiente colaborativo para a edição de novas versões do mapa e textos. Instituições, pesquisadores, conhecedores, viajantes e moradores poderão enviar suas colaborações.

A ideia é manter um banco de dados atualizado sobre a Bacia do Rio Negro por meio de um ambiente de cooperação, produzir alertas e análises sobre ameaças e pressões, bem como valorizar e divulgar o vasto patrimônio socioambiental da região.

A segunda edição do mapa foi lançada em agosto de 2015. Confira!


Saiba o que é a Rede Rio Negro

Formada pelo ISA, IPÊ, Secoya, WWF-Brasil, WCS-Brasil e Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (Foirn), a Rede Rio Negro tem como objetivo estabelecer um espaço de debate e intervenção socioambiental para construção de bases e propostas de promoção da qualidade de vida dos habitantes, da conservação, do uso sustentável e da repartição de benefícios da biodiversidade. Atua na Bacia do Rio Negro por meio de estratégias participativas de planejamento, mapeamento das iniciativas, conflitos e atores da região, caracterização socioambiental e monitoramento das atividades relacionadas ao ordenamento e destinação do território.

ISA

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.