Direitos Indígenas

Relatora especial da ONU para direitos indígenas inicia visita ao Brasil hoje

O ISA é umas das organizações que vai acompanhar a agenda de Victoria Tauli-Corpuz e reunir-se com ela para tratar de temas como o garimpo na TI Yanomami (RR/AM) e violações de direitos decorrentes da construção de Belo Monte, por exemplo. Acompanhe a visita, de 7 a 17/3, no site e nas redes sociais do ISA

Editorial do ISA: saída de Cardozo do Ministério da Justiça representa algum alívio para os índios?

José Eduardo Cardozo deixou hoje cargo exercido desde o início do primeiro mandato de Dilma Rousseff. Ambos são responsáveis pela pior gestão para os povos indígenas desde a Redemocratização. Omissão de ministro foi especialmente danosa para os Guarani-Kaiowá do Mato Grosso do Sul, povo indígena mais vulnerável do país. Confira no Editorial do ISA

Em Conferência, Dilma promete criar Conselho de Política Indigenista e homologar Terras Indígenas

Presidente frustra expectativa de tomar medidas de impacto na própria Conferência Nacional de Política Indigenista, mas, segundo ela, decretos de Conselho e Terras Indígenas serão assinados ainda nesta semana

Críticas contra ataques a direitos indígenas marcam abertura da Conferência de Política Indigenista

Cerca de dois mil indígenas de todo o Brasil participaram da abertura do evento em Brasília, ontem. Ministro da Justiça sinaliza que deve acatar Medida Provisória que pretende autorizar hidrelétricas em Terras Indígenas, mas ressalva que discussão sobre o assunto não estaria fechada no governo

Disputa sobre Terras Indígenas no STF é tema de seminário na USP

Seminário Direitos dos povos indígenas em disputa no STF, que acontece no dia 10 de novembro na Faculdade de Direito do Largo São Francisco da USP (FD/USP), em São Paulo (SP), reunirá lideranças indígenas, antropólogos e juristas, como José Afonso da Silva, Dalmo Dallari e Deborah Duprat

Ruralistas radicais prevalecem e boicotam projeto que pretende pacificar conflitos em Terras Indígenas

Leia o artigo de Márcio Santilli sobre a estratégia ruralista de aprovar o projeto que dá ao Congresso a competência exclusiva de decidir sobre os limites de Terras Indígenas, Unidades de Conservação e Quilombo. Para Santilli, a bancada do agronegócio pretende manter os conflitos entre produtores rurais e índios em detrimento de soluções de consenso

Páginas