Rio Negro

Índios baniwa e waiwai conhecem miniusinas de processamento de produtos da floresta no Xingu

A comunidade Rio Novo, na Reserva Extrativista (Resex) do Rio Iriri, na Terra do Meio (PA), foi o ponto de encontro do intercâmbio sobre processamento de produtos da floresta promovido pelo ISA

Povos Baniwa e Coripaco iniciam a construção do PGTA na região do Rio Içana, TI Alto Rio Negro (AM)

Em encontro realizado na comunidade Tunuí Cachoeira, no Médio Rio Içana, noroeste amazônico, 150 participantes debateram Plano de Gestão Territorial e Ambiental (PGTA) considerando os desafios de uma política inovadora que leve em conta os conhecimentos dos povos indígenas, a floresta em pé e a gestão participativa

Foirn promove debate sobre condições para mineração nas Terras Indígenas do Rio Negro (AM)

Mais de 120 lideranças participaram de seminário sobre mineração com foco nos Planos de Gestão Territorial e Ambiental (PGTAs) em São Gabriel da Cachoeira (AM). O documento final enfatiza que os povos e comunidades indígenas têm de ser consultados antes da aprovação de qualquer proposta legislativa e que sejam garantidos sua autonomia e protagonismo sobre atividades de extração mineral em suas terras

Lideranças indígenas denunciam pressões sobre seus direitos em reunião da ONU em Genebra

A 8ª sessão do Mecanismo dos Especialistas em Direitos Indígenas, do Conselho de Direitos Humanos da ONU, debateu os direitos humanos dos povos indígenas. Documentos lidos por representantes de organizações indígenas no Brasil denunciaram as ofensivas em curso no país em relação aos direitos constitucionais dos índios e pediram ampliação de seu acesso a todas as universidades

Povos indígenas do Rio Negro reivindicam programa diferenciado para agricultura tradicional

Em entrevista, o líder indígena Carlos Nery cobra a implantação de políticas que respeitem a diversidade dos sistemas de produção indígena e denuncia que as atuais iniciativas governamentais estão colocando em risco um Patrimônio Cultural Brasileiro e a segurança alimentar das comunidades da região

Sistema Agrícola do Rio Negro é Patrimônio Cultural Brasileiro

Em 2010, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), reconheceu o Sistema Agrícola do Rio Negro como Patrimônio Cultural Brasileiro, a partir de uma parceria entre associações indígenas, instituições de pesquisa e organizações da sociedade civil.

Professores de cinco etnias do Xingu visitam Escola Tuyuka, no Alto Rio Negro (AM)

De 22 de maio a 1º de junho, onze professores indígenas das etnias Arawetê, Xikrin, Kuruaya, Parakanã e Assurini do Médio Rio Xingu, no Pará, visitaram a Escola Indígena Tuyuka - Utapinopona, localizada no Alto Rio Tiquié, noroeste amazônico, próximo da fronteira com a Colômbia

Páginas