Rio Negro

Sistema Agrícola do Rio Negro é Patrimônio Cultural Brasileiro

Em 2010, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), reconheceu o Sistema Agrícola do Rio Negro como Patrimônio Cultural Brasileiro, a partir de uma parceria entre associações indígenas, instituições de pesquisa e organizações da sociedade civil.

Professores de cinco etnias do Xingu visitam Escola Tuyuka, no Alto Rio Negro (AM)

De 22 de maio a 1º de junho, onze professores indígenas das etnias Arawetê, Xikrin, Kuruaya, Parakanã e Assurini do Médio Rio Xingu, no Pará, visitaram a Escola Indígena Tuyuka - Utapinopona, localizada no Alto Rio Tiquié, noroeste amazônico, próximo da fronteira com a Colômbia

Inauguradas mais duas Casas da Pimenta Baniwa, com presença de Alex Atala e Bela Gil

Produção da pimenta baniwa deverá dobrar e precisará expandir sua rede de pontos de uso e venda. Neste ano, está prevista a implantação de mais duas Casas da Pimenta da rede localizada na Terra Indígena Alto Rio Negro, no noroeste do Amazonas

Intercâmbio discute novas formas de valorizar o Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro

De 24 a 26 de março, agricultores e lideranças indígenas reuniram-se na comunidade do Yamado e na sede do ISA em São Gabriel da Cachoeira (AM). Na pauta, novas formas de valorização econômica do Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro, patrimônio cultural brasileiro

Sesc lança livro sobre a cultura do povo Baré, do Alto Rio Negro

No próximo dia 31 de março, o Sesc lança em São Paulo, Baré: o povo do rio que traz depoimentos de dois líderes da etnia baré, do Alto Rio Negro, somados a textos de diversos pesquisadores e etnólogos. O evento inclui exibição de documentário homônimo. A organização é de Marina Herrero e Ulysses Fernandes

Foirn encerra curso de gestão territorial e ambiental em São Gabriel da Cachoeira (AM)

Após quatro módulos presenciais realizados no telecentro do ISA em São Gabriel da Cachoeira, noroeste amazônico, e três módulos de dispersão e pesquisa nas comunidades, alunos entregam trabalhos de conclusão e planejam a continuidade das ações.

Expedição Anaconda encerra segunda etapa registrando sítios sagrados nos rios Uaupés e Negro

Foram 12 dias de viagem, nos quais conhecedores indígenas de diversos povos do Alto Rio Negro narraram as histórias e refletiram sobre os significados dos lugares sagrados que a expedição mapeou.

ISA apresenta experiências do Rio Negro em Conferência da FAO sobre pesca

De 26 a 28 de janeiro, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO-ONU) promove em sua sede, em Roma, a Conferência Global sobre pesca em águas continentais, patrocinada pela Universidade do Estado de Michigan (MSU-EUA).

Páginas