Falta de água potável impede certificação de unidades produtivas quilombolas do Vale do Ribeira

Conhecido por sua beleza e biodiversidade de águas e nascentes, o Vale do Ribeira (SP) vêm sofrendo com a falta de água potável em algumas comunidades. Em Iporanga, por exemplo, fica a Casa do Mel do quilombo de Porto Velho que para funcionar de acordo com as normas sanitárias precisa de água de boa qualidade

Santa Isabel do Rio Negro (AM) será protagonista da conservação e valorização da agrobiodiversidade

Instituições parceiras no processo de reconhecimento do Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro como patrimônio cultural brasileiro, Acimrn, Foirn, Pacta, ISA e Iphan discutiram com os gestores públicos de Santa Isabel, MCTi e Embrapa plano de ações para a salvaguarda do bem patrimonializado

Índios desocupam o canteiro de obras da UHE de Belo Monte e permanecem em Altamira

Mais de 100 índios Munduruku e de outras etnias do Médio Xingu estão alojados em uma igreja de Altamira desde a noite de ontem (9/5). E ali pretendem ficar até decidir sobre a proposta do ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, enviada por carta ao canteiro de obras

Audiência no Paraná discutirá impactos da Usina Hidrelétrica de Tijuco Alto

Reunião em Adrianópolis (PR), no dia 23 de maio, tratará de impactos da barragem em comunidades quilombolas no Paraná e em São Paulo. O processo de licenciamento para construção da hidrelétrica é alvo de debates há mais de 20 anos

Indígenas e gestores públicos debatem educação e recursos pesqueiros no Médio Rio Negro

A Associação das Comunidades Indígenas do Médio Rio Negro (Acimrn) realizou em Santa Isabel do Rio Negro entre 18 e 20 de abril sua VII Assembleia Eletiva. A reestruturação da educação no município e a consolidação da Área de Proteção Ambiental (APA) Tapuruquara estiveram entre os temas discutidos

Justiça entrega mandado de reintegração de posse de canteiro de Belo Monte

Na manhã desta quinta-feira (9/5), lideranças munduruku receberam o mandado que determina a reintegração de posse do canteiro de obras de Belo Monte ocupado desde o dia 2 de maio. O clima é tenso e todos aguardam a chegada da Procuradora do MPF que deverá acompanhar o processo

Páginas