Blog do Monitoramento

O blog De Olho nas Áreas Protegidas é uma publicação editada pelo Programa de Monitoramento de Áreas Protegidas do Instituto Socioambiental. Com base na pesquisa e sistematização diárias de informações oficiais e de mais de cem fontes diferentes, analisamos a situação das Terras Indígenas e Unidades de Conservação no Brasil e dos povos que nelas vivem.

ISA e Museu de Viena apresentam exposição virtual reunindo acervos de culturas materiais indígenas

O site Povos Indígenas no Brasil inaugura exposição virtual, fruto de parceria entre o ISA e o Weltmuseum Wien, de Viena, com mais de 100 imagens de objetos do cotidiano dos povos Karajá, Panará, Wãjapi e Wari'. Vale entrar e conferir

Justiça considera inconstitucional a revogação de UCs em Rondônia

Sob interferência da bancada ruralista, decretos de revogação foram editados em 2014 pela Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia. Mas a decisão da Justiça nesta segunda, 2/5, vem garantir a proteção de aproximadamente 259 mil hectares em um dos estados mais desmatados da Amazônia

Terra Indígena Tenondé Porã é oficialmente dos Guarani

Após dois dias de mobilização das comunidades Guarani Mbya, ministro da Justiça assina portaria declaratória da Terra Indígena Tenondé Porã (SP), fazendo chegar a sete o número de TIs declaradas em sua gestão. Relembre os principais momentos da luta pela demarcação de terras na cidade

Após terem casas incendiadas, Guarani Kaiowá em MS temem por novos ataques durante o Carnaval

Comunidades do território tradicional Kurusu Amba, em Coronel Sapucaia (MS), são alvo de ataques desde 31/1, mas forças policiais só chegaram quatro dias depois. Publicação do relatório de identificação da área é aguardado desde 2010

UCs e TIs na Amazônia são afetadas por mais de 17,5 mil processos de mineração

Dados sobre processos de mineração na Amazônia Brasileira revelam que, em 2016, 201 Unidades de Conservação, entre federais e estaduais, e 177 Terras Indígenas são afetadas por processos minerários. Confira o infográfico

Páginas