Nota de Esclarecimento

Versão para impressão
ISA

O ISA esclarece que o título da nota “Henrique Alves engana índios e aprova urgência para projeto que submete demarcações de TIs a interesses de fazendeiros”, publicada, ontem (10/7), em seu site continha um erro de informação. Com aval do presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB-RN), e do líder do governo, Arlindo Chinaglia (PT-SP), o colégio de líderes aprovou a inclusão na pauta de votação do plenário do requerimento de urgência para o Projeto de Lei Complementar 227/2012, que, se aprovado, pode significar um retrocesso histórico para os direitos indígenas. O requerimento ainda não foi apreciado no plenário, como pode ter dado a entender o texto publicado originalmente e retirado do ar já na noite de ontem. Uma nova nota foi publicada em seguida com a informação corrigida e sob o título “Governo engana índios e apoia urgência para projeto que abre TIs aos fazendeiros”. O requerimento continua na pauta de votação.

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.