Plantio mecanizado criado na Campanha Y Ikatu Xingu é modelo na recuperação de áreas degradadas

Programa: 
Versão para impressão

Depois de dez anos de esforços e parcerias, a Campanha Y Ikatu Xingu alcançou diretamente mais de 3.200 hectares de nascentes e beiras de rios que estão em processo de restauração florestal em mais de 230 propriedades rurais. Frente ao desafio de recuperar extensas áreas degradadas foram desenvolvidas novas técnicas de restauração florestal.

Foi assim que surgiu o plantio mecanizado de florestas, técnica em que maquinários agrícolas, como a plantadeira e a lançadeira, são utilizados para plantar sementes nativas. A mistura de sementes usada no processo é chamada de “muvuca” e contém leguminosas de adubação verde, ervas, arbustos, cipós e árvores frutíferas, resiníferas, medicinais e madeireiras.

A técnica oferece diversas vantagens, além de ser mais rápida e barata em relação ao plantio de mudas. Hoje, a técnica de plantio mecanizado de florestas, desenvolvida na Bacia do Rio Xingu, está sendo utilizada entre acadêmicos, técnicos e proprietários rurais de várias regiões do Brasil.

A seguir assista a série de vídeos "Plantio mecanizado de florestas: faça você mesmo" produzidos no âmbito da Campanha Y Ikatu Xingu. Os filmes mostram passo a passo a aplicação da técnica de plantio de sementes nativas com maquinário agrícola para promover a restauração florestal.

Parte 1

 

Parte 2

 

Parte 3

 

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.