E se der a louca no gerente?

Esta notícia está associada ao Programa: 
Pesquisadores do Canadá acabam de recalcular quanto o mundo esquentaria caso resolvêssemos torrar todos os combustíveis fósseis ainda existentes; limite é maior do que se imaginava. Do Observatório do Clima
Versão para impressão

Nove graus Celsius e meio. É isso o que a Terra poderá esquentar nos próximos 250 a 300 anos caso a humanidade resolva torrar todas as reservas de combustíveis fósseis existentes. Claro, esta seria a média: o Ártico, mais sensível, esquentaria até 19,5oC. E o centro-sul do Brasil, que já aqueceu mais do que o resto do mundo, poderia chegar quase lá.

Os números vêm de um estudo canadense que acaba de ser publicado no site do periódico Nature Climate Change. É até difícil imaginar o que seria viver num planeta sob essa temperatura – assumindo, claro, que a manutenção da vida humana fosse possível. Mas pense por um momento no que tem sido seu dia-a-dia no último ano e meio, com um globo “apenas” 1oC mais quente. Você não vai querer chegar a 2oC, o limite máximo de aquecimento prometido pelos governos no Acordo de Paris, além do qual os impactos da mudança do clima poderão sair do controle. E de jeito nenhum flertaria com a ideia de 9,5oC. Leia mais no site do Observatório do Clima.

Observatório do Clima
ISA

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.