Pesquisas indígenas e interculturais são finalistas do Prêmio Jabuti

Esta notícia está associada ao Programa: 
Livros editados pelo ISA sobre Cogumelos Yanomami e Ciclos Anuais no Rio Tiquié concorrem à 59a. edição da premiação nas categorias Gastronomia e Ciências Sociais
Versão para impressão

Dois livros elaborados em iniciativas de pesquisas indígenas e colaborativas interculturais no Amazonas são finalistas da 59a. edição do Prêmio Jabuti, a principal premiação literária do país. Ana Amopö: Cogumelos Yanomami e Ciclos Anuais no Rio Tiquié consolidam conhecimentos tradicionais em pesquisas colaborativas, inovadoras e inéditas.



Ana Amopö: Cogumelos Yanomami é finalista na categoria Gastronomia. Escrito em sanöma, uma das línguas da família linguística Yanomami, e traduzido para o português, o volume resulta do trabalho de pesquisadores indígenas da região do Awaris, no extremo noroeste de Roraima, na Terra Indígena Yanomami, em parceria com assessores do ISA.

O trabalho minucioso de catalogação de cogumelos comestíveis, eixo central da obra, promove um diálogo entre os conhecimentos dos indígenas sobre alimentos e os conhecimentos científicos. O livro não está disponível para venda.

Outro finalista do Prêmio Jabuti, Ciclos Anuais no Rio Tiquié. Pesquisas colaborativas e manejo ambiental no noroeste amazônico concorre na categoria Ciências Sociais. A obra traz os resultados de um trabalho de mais de uma década realizado por agentes indígenas no manejo ambiental (Aimas) no Rio Tiquié, na região do alto rio Negro, Amazonas.



Um dos objetivos do livro, à venda na loja do ISA, é identificar em detalhes os ciclos de vida dos peixes, animais, plantas e cultivos com base em informações registradas diariamente por pesquisadores indígenas e analisadas conjuntamente com a equipe do ISA e especialistas nos diversos temas da pesquisa.

ISA
Imagens: 

Comentários

O Instituto Socioambiental (ISA) estimula o debate e a troca de ideias. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião desta instituição. Mensagens consideradas ofensivas serão retiradas.